Celebridades, políticos e famílias de posse são sempre vistas acompanhadas de seus seguranças pessoais. Mas, como funciona essa profissão? Quais as funções e atividades desempenhadas por um agente que faz a vigilância de segurança pessoal privada

Hoje, vamos nos aprofundar nos detalhes que cercam a segurança pessoal. Desse modo você poderá expandir seus serviços e conhecer os perigos e oportunidades desse cargo. 

Objetivos da vigilância de segurança pessoal privada

Para determinar as funções de segurança pessoal primeiro devemos observar os objetivos dessa profissão. O agente que trabalha para proteger um indivíduo ou grupo específico de pessoas deve ter sempre em mente que seu objetivo é mantê-los longe de ameaças. 

Para isso é necessário desempenhar um papel de acordo com o perfil do contratante. A segurança, na maioria das vezes, é feita para se adaptar a rotina e necessidades de quem está sendo protegido. Isso inclui eventos, compromissos, viagens e momentos de lazer. No entanto, em algumas ocasiões essa rotina deve ser modificada dependendo do tipo de ameaça que a pessoa sofre. Fica sob responsabilidade do segurança identificar se há necessidade de mudanças no cotidiano do cliente.

O sistemas de segurança pessoal engloba atividades com relacionamento entre vigilantes na mesma missão, a pé, em hotéis, em aeroportos, na multidão, em festas e convenções, na residência e no convívio com a família. Isso mostra que o trabalho de um agente de vigilância de segurança pessoal privada também é feito em equipe. 

Portanto, é fundamental que as estratégias de proteção sejam personalizadas. Isso é feito após uma análise minuciosa da rotina do cliente. Com isso é possível  identificar possíveis ameaças. 

Comportamento e postura adequados

Para ser um agente de  vigilância de segurança pessoal privada, também chamado pela sigla VSPP, é preciso se portar de maneira especial. Este cargo exige que os homens e mulheres sejam discretos enquanto estiverem a serviço. 

Os agentes de VSPP procuram sempre aperfeiçoar seu comportamento para a prevenção e não para reação.  Um dica importante para quem procura se destacar nesse ramo é a busca por diferenciais no currículo, como um segundo idioma. Falar mais de uma língua pode te colocar à frente, uma vez que você poderá fazer a segurança em grandes eventos e até em viagens internacionais. 

Contudo, os profissionais da  vigilância de segurança pessoal privada também devem ser licenciados para portar armas e equipamentos mais sofisticados para garantir a plena segurança de quem está sendo escoltado. 

É muito comum que pessoas que necessitam de proteção individual de seguranças contratem agentes infiltrados na multidão, para caso de aparição em locais públicos. Nessas ocasiões, são usadas roupas comuns e o comportamento deve ser de alerta, mas sem chamar atenção. Quando necessário, os carros que complementam a tarefa devem ser blindados, mas não de luxo, para que passem despercebidos. 

Habilidades e legislação para um agente VSPP

Para se destacar como profissional de segurança pessoal você precisa estar ciente das habilidades necessárias para a função. São elas: 

  • Perfil psicológico e emocional calmo, coerente e responsivo;
  • Defesa pessoal com alto treinamento;
  • Habilidades técnicas como direção defensiva e evasiva para caso de fuga;
  • Táticas antissequestros e protocolo para situações de alto risco;
  • Treinamento para utilização de armas letais e não letais de acordo com as normas da Polícia Federal;

Normas legais

A norma que rege essa profissão é a Lei nº 7.102, de 20 de junho de 1983, que no Art 16 diz que: “Para o exercício da profissão, o vigilante deverá registrar-se na Delegacia Regional do Trabalho do Ministério do Trabalho, comprovando:

        I – ser brasileiro;

        lI – ter idade mínima de 21 (vinte e um) anos;

        III – ter instrução correspondente à quarta série do ensino do primeiro grau;

        IV – ter sido aprovado em curso de formação de vigilantes;

        IV – ter sido aprovado em curso de formação de vigilante, realizado em estabelecimento com funcionamento autorizado. (Redação dada pelo Decreto nº 1.592, de 1995)

        V – ter sido aprovado em exame de saúde física, mental e psicotécnico;

        VI – não ter antecedentes criminais registrados; e

       VII – estar quite com as obrigações eleitorais e militares.

  • 1º. O requisito previsto no inciso III deste artigo não se aplica aos vigilantes em exercício da profissão, desde que admitidos por empresa especializada até o dia 21 de junho de 1983.
  • 2º. O exame de sanidade física e mental será realizado de acordo com o disposto em norma regulamentadora do Ministério do Trabalho.
  • 3º. O exame psicotécnico será realizado conforme instruções do Ministério do Trabalho.

        Art 17. O registro de que trata o artigo anterior poderá ser promovido pela entidade realizadora do curso de formação de vigilantes.

        Art 18. O vigilante deverá submeter-se anualmente a rigoroso exame de saúde física e mental, bem como manter-se adequadamente preparado para o exercício da atividade profissional.

Como se destacar na vigilância de segurança pessoal privada 

A partir do momento que você se compromete a preservar a vida de uma pessoa, está disposto a se aperfeiçoar nesta profissão. Neutralizar ameaças e agir de forma assertiva em situações de perigo são habilidades que se aprendem com o tempo e com estudos frequentes. 

Para garantir um plano de segurança eficaz e completo, é preciso conhecer diferentes áreas da segurança. O que inclui temas como empreendedorismo e estratégias inteligentes de proteção patrimonial. Todas esses assuntos são tratados pelo especialista em segurança pública e privada, Leonardo Sant’Anna, no curso CSI (Credenciado em Segurança Internacional). 

Este curso, oferecido pela Total Florida International te garante certificado internacional em segurança. Assim, ao final das aulas você pode se tornar um profissional gabaritado para atuar em áreas diferentes da segurança de maneira competente. 

A proteção à vida e ao patrimônio é uma tarefa nobre e exige constantes updates para que que pessoas sejam protegidas. Conheça mais sobre o CSI clicando aqui neste link: https://conteudo.totalfloridainternational.com/curso-formula-da-seguranca/ 

Compartilhe!