Cada empresa é um universo particular. Não adianta padronizar serviços e fazer o básico se você procura manter um esquema de segurança 100% eficiente. Por isso, hoje, viemos apontar quais os principais erros de segurança nas empresas brasileiras. Assim, você terá conhecimento do que não fazer para garantir a proteção correta de um negócio. 

Além disso, em cada erro apontado, vamos apresentar soluções e modos de identificação. Dessa maneira, não haverá brechas para falhas no setor da segurança. 

Confira a seguir os principais equívocos que podem colocar a vida de trabalhadores e o patrimônio de uma empresa em risco.

1 – Ferramentas com mau funcionamento ou inadequadas

Você daria uma furadeira para um padeiro trabalhar? Daria um estetoscópio para um mecânico fazer seu serviço? 

Obviamente essas situações não fazem sentido. Cada profissão precisa de ferramentas adequadas para o cumprimento de suas tarefas. Desse modo, as empresas que fornecem equipamentos inadequados para os vigilantes e demais profissionais de segurança estão prejudicando a própria estrutura interna de proteção. 

Logo, o primeiro dos erros de segurança nas empresas é a falta ou inadequação de equipamentos. Isso vale para diversas ferramentas, como por exemplo, câmeras quebradas ou mal posicionadas, como aquelas que apontam para um local onde não há passagem de pessoas. 

Como identificar e neutralizar a falha: 

Para encontrar esses equipamentos errados, primeiramente, é necessário que o profissional de segurança faça uma análise minuciosa dos materiais disponíveis. 

É preciso testá-los previamente, pois caso seja necessário o uso em uma situação de crise, as ferramentas devem estar em perfeito estado. 

Os principais aparelhos usados na segurança são: rádios para comunicação, bastão de ronda, botão do pânico, câmeras de vigilância, veículos para grandes áreas, spray de pimenta, arma de choque, cassetete e colete a prova de balas. 

Lembrando que, para a utilização de muitos desses equipamentos profissionais é preciso ser um segurança qualificado e treinado adequadamente, com a CNV (Carteira Nacional de Vigilante) em dia. 

2 – Falta de personalização do plano de segurança

Um plano de ação pode ser efetivo e de qualidade para uma empresa mas, isso não significa que no negócio vizinho ele dará certo. Pois cada empreendimento é único, tem um espaço, equipe e orçamento diferente. 

Logo, outro dos principais erros de segurança nas empresas é a falta de um plano específico, que atenda as necessidades características do negócio a ser protegido.

Como identificar e neutralizar a falha: 

Para otimizar a proteção patrimonial é fundamental a existência de um plano de ação consiste. Ele deve abranger diferentes áreas de atuação dos profissionais da segurança privada. 

Um plano completo deve conter uma planilha em que estão distribuídos os tópicos: atividades, recursos necessários, responsável pela atividade, data de início, prazo, data de término, status e observações.

A identificação das falhas fica a cargo do profissional responsável. Esse que precisa analisar cada item desse plano e moldá-lo de acordo com a empresa que está protegendo. Por exemplo, uma fábrica com muitos galpões e área de muita circulação precisa de um maior efetivo de vigilantes e equipamentos mecânicos. Já, um escritório demanda muito mais tecnologia do que força bruta. 

Para aprender como fazer um Plano de Ação de Segurança específico para educação corporativa, clique aqui e acesse o nosso blog sobre o tema.

3 – Contratação de pessoas despreparadas 

Em busca de poupar dinheiro com segurança, muitas empresas optam por contratarem pessoas não qualificadas para fazerem a sua proteção.  Esse é um dos piores erros de segurança nas empresas, pois a falta de treinamento pode sair muito mais caro do que um contrato com profissionais sérios. 

Uma pessoa amadora, quando se coloca em posição de vigilante ou segurança, está colocando sua vida em risco. Não saber como proceder corretamente em situações de estresse, como roubos e acidentes, é prejudicial para toda a empresa. 

Como identificar e neutralizar a falha: 

Um profissional de segurança não é apenas a pessoa que faz rondas ou instala câmeras. Um segurança completo e eficiente reúne conhecimentos e práticas sobre logística, administração, comando, controle e coordenação.

Tudo isso se aprende através de cursos preparatórios, reciclagens constantes, aulas teóricas e práticas. Inclusive, já existe uma graduação para se tornar um Gestor de Segurança, como você pode conferir clicando aqui e lendo o conteúdo da TFI sobre essa profissionalização. 

Além disso, para exercer as tarefas deste ramo, a empresa e o profissional de segurança precisam ser fiscalizados pela Polícia Federal e devem seguir rigidamente as normas da PORTARIA Nº 3.233/2012-DG/DPF, de 10/12/2012 (Alterada pela Portaria nº 3.258/2013). 

As leis da Polícia Federal são responsáveis pelo bom funcionamento de questões indispensáveis na profissionalização de um segurança privado. Sendo que devem ser prioridades: 

I – A dignidade da pessoa humana;

II – A segurança dos cidadãos;

III – A prevenção de eventos danosos e diminuição de seus efeitos;

IV – O aprimoramento técnico dos profissionais de segurança privada; e

V – O estímulo ao crescimento das empresas que atuam no setor. 

Como sanar os erros de segurança nas empresas e faturar com isso

Ao oferecer seus serviços como segurança profissional, você pode ganhar um valor justo, de acordo com as suas habilidades. Logo, quanto mais cursos e competência você tiver, mais poderá entregar e cobrar. 

As empresas estão buscando por profissionais capacitados e diferenciados. Isso vale para todo o Brasil, pois a violência está generalizada em todo território nacional. 

Uma das melhores oportunidades do mercado para você se tornar um expert em encontrar e sanar os erros de segurança nas empresas é através do curso CSI. Oferecido pela Total Florida International e ministrado por Leonardo Sant’Anna, referência em segurança pública e privada. 

Esse curso é diferente de todos os outros que você conhece. Pois as aulas são focadas em estratégias inteligentes que te dão oportunidade de faturar no ramo da segurança. Depois de assistir às aulas, você terá uma visão panorâmica sobre a segurança patrimonial e não deixará escapar nenhuma falha nas análises de erros de segurança nas empresas. 

Por fim, confira mais informações sobre o CSI aqui: https://conteudo.totalfloridainternational.com/curso-formula-da-seguranca 

Compartilhe!