Começa agora uma viagem por duas das maiores e mais importantes cidades do Oriente Médio. Aperte os cintos, a partir de agora você vai embarcar em um mundo árabe marcado por cenários exuberantes, arquitetura monumental e símbolos futuristas de tirar o fôlego. Tudo isso para descobrir os detalhes da fórmula de segurança de Dubai e Abu Dhabi. 

Esta é a primeira parte de uma aventura pelas principais cidades dos Emirados Árabes. Fomos até lá para buscar os segredos da fórmula de segurança que transformou estes locais em relíquias do mundo moderno. 

O imaginário popular sobre os Emirados Árabes está algumas décadas atrasado. Os estereótipos que conhecemos, aqui no Ocidente, dizem pouco sobre a realidade social deste local tão rico culturalmente. 

Como bons aventureiros, o primeiro passo para embarcar nessa missão é adquirir o máximo de conhecimento prévio sobre o local de visitação. Por isso, nesta primeira parte da aventura, vamos explorar as principais informações sobre Dubai e Abu Dhabi. Para que, depois, possamos colocar em cheque esses dados e compará-los com situações reais que a equipe da TFI teve acesso ao visitar essas cidades. 

Emirados Árabes Unidos

Antes de desvendarmos os mistérios da fórmula da segurança de Dubai e Abu Dhabi, precisamos conhecer a formação geográfica e social do país.

Os Emirados Árabes Unidos localizam-se na Península Arábica, no Oriente Médio. Seu território faz fronteira ao sul e oeste com a Arábia Saudita, ao norte com Qatar e Golfo Pérsico e a leste com Omã. 

Por conta da localização, o clima é predominantemente desértico. No entanto, encontram-se oásis em meio aos emirados. O território é marcado por regiões montanhosas e praias banhadas pelo Golfo Pérsico. 

Ao todo, o país é formado por 7 emirados: Abu Dhabi, Ajman, Dubai, Fujairah, Ra’s al- Khaimah, Sharjah e Umm al-Quawain. 

Os 7 emirados somam aproximadamente 9,3 milhões de habitantes. Sendo que 75% da população é formada por imigrantes. Esse grande fluxo de migração está relacionado a crescente economia do país que, nas últimas décadas, vem se tornando de grande importância para a economia mundial. 

A principal fonte de riqueza do país é decorrente das reservas nacionais de petróleo. Os Emirados Árabes compõem o grupo de nações membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP). E, há anos, consolidou-se como uma potência na exportação desse recurso natural. 

O islamismo é a religião predominante nos 7 emirados. Segundo dados do centro de pesquisa, cultura e ações sociais, Bibli-ASPA, 76,2% da população segue os dogmas islâmicos. 12,6% segue o cristianismo, sendo 10% católicos e 1,3% ortodoxos.  Além disso, 6,6% da população tem como religião o hinduísmo. 

O Chefe de Estado dos Emirados Árabes é o presidente xeque Khalifa bin Zaid Al-Nahyan, que está no poder desde 2004. Seu Primeiro-ministro é o xeque Mohammed bin Rashid Al-Maktoum, que assumiu o cargo em 2006. 

Dubai

Agora que você já conhece as principais informações sobre a geografia, economia e religião do país, chegou a hora de desvendar as características de uma das maiores cidades dos Emirados Árabes: Dubai. 

Assim como no Brasil temos a cidade de São Paulo e o estado de São Paulo, lá existe o emirado de Dubai e a cidade de Dubai. Sendo ambos de grande importância nacional. 

O emirado de Dubai tem jurisdição interna bem constituída e é responsável pelos serviços básicos que atendem a população. No entanto, há divisão de funções jurídicas, políticas, militares e econômicas entre os governantes dos 7 emirados que compõem o país. 

Nesse cenário, Dubai se destaca, uma vez que o líder do emirado também é Primeiro-Ministro e Vice Presidente dos Emirados Árabes Unidos, Mohammed bin Rashid Al-Maktoum. Essa localidade vem sendo comandada pela dinastia Al Maktoum desde 1833.

A cidade de Dubai se consolidou em torno do turismo. Por conta disso, a rede hoteleira tem se tornado referência mundial. O turismo de luxo, bussiness e de compras encontrou em Dubai um centro comercial ideal.

A cultura local

Hoje, Dubai é conhecida por recepcionar pessoas de todo o mundo com sua rica cultura. A gastronomia, música, dança, poesia e arquitetura do emirado conta com peculiaridades fascinantes. 

O cardápio típico da cidade de Dubai conta com pratos típicos da culinária local, chamada de Emirati. Peixe, carne e arroz são as bases da gastronomia. Assim como os pratos doces no café da manhã. E, claro, o tradicional café árabe, característico pelo sabor suave, acrescido de cardamomo e açafrão. Outra coisa que não falta nas casas e restaurantes são as tâmaras. 

Outro ponto de destaque em Dubai é a crescente vertente dos esportes que, aos poucos, está conquistando a população. Os esportes aquáticos, automotivos e de aventuras ganham grande espaço no cenário desportivo. No entanto, os esportes mais tradicionais da região ainda tem grande força. Como é o caso das corridas de camelo e a falcoaria

Abu Dhabi

É impossível falar dos Emirados Árabes sem conhecer Abu Dhabi. O território desse emirado se estende por 86,7% da área total do país. Assim como Dubai, há uma cidade e um emirado homônimo, chamado de Abu Dhabi. 

Então, vamos focar na cidade de Abu Dhabi, onde podemos encontrar todas as principais características do grande emirado. Esta cidade é a capital dos Emirados Árabes, portanto, representa um grande centro financeiro e político da região da Península Arábica. 

A cultura local

Em Abu Dhabi, é notável a combinação entre as raízes árabes islâmicas tradicionais e a forte tendência internacional que domina a cidade. 

Nos últimos anos, os esportes vem ganhando força em meio a cultura local. Certamente chamando atenção de todo o mundo para as competições que acontecem em território árabe. Sendo assim, os principais esportes são: vela, surf, golfe, equitação e automobilismo. 

Nesse sentido, o Grande Prêmio de Abu Dhabi já está entre as corridas mais importantes da temporada de Fórmula 1.  Ele ocorre na pista de Yas Island, que conta com pouco mais de 5,5 quilômetros. Desde 2014, o circuito de Abu Dhabi é o local de encerramento do campeonato mundial. 

Abu Dhabi conta com pontos históricos que não podem ficar de fora na hora de conhecer o local. Assim como é o caso da Grande Mesquita Sheikh Zayed, conhecida por seu esplendor impressionante. 

A mesquita tem capacidade para 41 mil fiéis, 82 abóbodas, lustres banhados a ouro e o maior tapete feito a mão no mundo. O local se impõe como uma obra arquitetônica única, com tons de dourado e branco que brilham ao sol durante o dia e, a noite, refletem as fases da lua. Em virtude de seu sistema de iluminação inovador. 

 A fórmula da segurança de Dubai e Abu Dhabi

Todas essas informações acima são importantes para construir uma bagagem sólida sobre essa localidade. Portanto, entender as dinâmicas sociais, culturais e econômicas de um país é fundamental para profissionais da segurança que desejam se destacar no mercado. Afinal, um plano de segurança eficaz é feito através de um estudo de caso detalhado. 

Em breve, você pode conferir a segunda parte desta aventura em que a equipe da TFI desvendou a fórmula da segurança de Dubai e Abu Dhabi. Vamos conhecer as engrenagens que configuraram a união entre a área pública e os serviços privados dessas duas cidades. 

Por fim, entenderemos a qualidade e os processos que garantem à população árabe um alto Índice de Desenvolvimento Humano e qualidade de vida. Continue nos acompanhando para não perder a continuação desta viagem pelos Emirados Árabes. 

Compartilhe!