Uma ajudazinha para as reuniões de comunidade quando alguém falar que “violência urbana e insegurança pública têm correlação exclusiva com ausência de polícia nas ruas”

Problemas econômicos como a recessão e o desemprego podem estimular o uso da violência em, pelo menos, 10 itens distintos.

Os mais importantes para que Gestores de Segurança eduquem a alguns desavisados são:

1. Homicídios e pobreza

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, 90% das mortes por causas violentas ocorrem em países de baixa ou média renda, onde a desigualdade econômica é maior;

2. Minimizando o impacto

A violência e seus impactos podem ser minimizados. As estratégias mais eficientes, segundo a OMS, consistem no ataque às causas mais comuns: baixa escolaridade, instabilidade familiar, pobreza concentrada, desemprego, dentre outras;

3. O papel da escola

Programas de prevenção à violência nas escolas beneficiam a todos os indivíduos. Estas iniciativas se revelam eficientes se colocadas em prática para atingir crianças em idade pré-escolar (de três a cinco anos). Para os mais velhos (seis a 18 anos), o recomendado é que sejam feitas atividades de aperfeiçoamento das habilidades sociais;

4. O papel da família

Promover ações que estimulem a convivência familiar ajuda a prevenir a violência. De acordo com o estudo da OMS, uma das ações mais eficientes para incentivar esta interação são os programas de atividades da família na escola;

5. O papel da comunidade

Ações comunitárias também são eficientes para a prevenção da violência. A criação ou melhoria de espaços como creches e centros de convivência permitem a criação de programas contínuos para debater questões cruciais sobre violência com a comunidade.

Compilação e adaptação: Coronel PMDF Leonardo Sant’Anna

Veja informação completa clicando aqui.

FONTE: Reportagem do Jornalista Eduardo Tavares – Revista exame.com

Compartilhe!